O que se lê na imprensa....

Assuntos gerais relacionados com autocaravanismo.

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » terça jul 07, 2020 8:41 pm

Operação da GNR detecta 25 caravanas em incumprimento em Leiria e Marinha Grande

A GNR lembra que está interdita a permanência de autocaravanas ou similares nos parques e zonas de estacionamento definidos nos Planos de Praia entre as 00h00 e as 08h00.

O Comando Territorial de Leiria anunciou nesta segunda-feira que efectuou uma acção de fiscalização de actividade de caravanismo, no domingo, e que detectou 25 caravanas em acampamento e estacionamento ilegais.

Numa nota de imprensa, a GNR informou que o Destacamento Territorial de Leiria realizou uma operação a acampamentos ocasionais, na orla costeira dos concelhos de Leiria e Marinha Grande.

Foram fiscalizados 124 veículos motorizados, estacionados na orla costeira, dos quais 25 caravanas que se encontravam estacionadas em locais interditos, nos termos do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC), e identificadas seis pessoas a realizarem acampamentos ocasionais fora dos locais adequados à prática do campismo, adiantou a GNR de Leiria.

Este órgão militar acrescentou que foram ainda detidas duas pessoas: uma mulher de 20 anos, por posse de estupefacientes, e um homem de 55 anos, por falta de habilitação legal para conduzir.

O objectivo da acção foi a “verificação das actividades interditas na orla costeira, nomeadamente a circulação, permanência e estacionamento de veículos motorizados, com vista à conservação dos valores ecológicos constantes no POOC de Ovar-Marinha Grande, para protecção dos ecossistemas e minimizar riscos sobre os valores naturais”.

Foi também verificada a “observância das regras de ocupação e utilização das praias de banhos, no contexto da pandemia covid-19, para a época balnear de 2020”.

Também é proibida a circulação de veículos motorizados fora das vias de acesso estabelecidas e além dos limites definidos dos parques e zonas de estacionamento.

A infracção, revela a GNR, constitui contra-ordenação, punível com coima entre 250 e 2500 euros para pessoas singulares, sendo este valor agravado para o dobro, por força do regime excepcional e temporário aplicável à ocupação e utilização das praias, no contexto da pandemia covid-19.

in Publico
https://www.publico.pt/2020/07/06/local/noticia/operacao-gnr-detecta-25-caravanas-incumprimento-leiria-marinha-1923294
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » segunda jul 13, 2020 4:54 pm

Afinal, onde podem parar as autocaravanas? Federação quer fim das dúvidas

A Federação Portuguesa de Autocaravanismo pediu uma audiência à secretária de Estado do Turismo e ao ministro da Administração Interna para clarificar o decreto-lei que define as regras na época balnear na sequência da pandemia de covid-19.

Em 15 de maio foi aprovado em Conselho de Ministros um decreto-lei que estabelece o regime excecional e temporário aplicável à ocupação e utilização das praias para a época balnear de 2020, definindo as regras relativas à circulação nos acessos, às instalações balneares e à ocupação do areal. Entre outros assuntos, ficou decidido interditar o estacionamento fora dos parques e zonas de estacionamento licenciados para o efeito, bem como "a permanência de autocaravanas ou similares nos parques e zonas de estacionamento". Contudo, não é especificado se esta permanência se refere apenas à pernoita.

A opção pelo autocaravanismo, também em função dos efeitos da pandemia de covid-19, está a conhecer um forte crescimento este ano no país e a tornar-se a opção escolhida por milhares de portugueses para o período de férias de verão.​

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Federação Portuguesa de Autocaravanismo (FPA), Manuel Bragança, referiu que depois do pedido realizado em maio, juntamente com a Associação Autocaravanista de Portugal (CPA), para que o Governo alterasse a norma relativa à permanência de autocaravanas, só houve uma "resposta politicamente correta".

"Tivemos uma resposta politicamente correta, não foi nada do que perguntámos, foi a resposta política, e julgo que não vamos ter resposta nenhuma pelo menos em tempo oportuno", disse, sem especificar a resposta recebida.

Manuel Bragança avançou que os poderes políticos, neste momento, "estão autistas face a uma realidade de autocaravanas no país e na Europa", lembrando que no final do mês os turistas europeus vão entrar em Portugal e não se sabe como irá ser.

Segundo o responsável, a palavra "permanência" no decreto-lei está a suscitar dúvidas e foi pedida uma apreciação jurídica, sendo que os advogados consultados referem "não haver nada que impeça as autocaravanas de estacionar e ir à praia, não podem é permanecer".

"Ninguém queria pernoitar. Permanecer aqui subentende-se que seja pernoitar, o legislador deveria ter tido a subtileza de pôr 'é proibido pernoitar', aceitamos perfeitamente isso. Estacionar para ir para praia é que não aceitamos, pernoitar é uma coisa completamente diferente", referiu.

Numa alusão às coimas que podem ser aplicadas a quem não cumprir o decreto-lei, o representante referiu que "a repressão nunca resolveu problema nenhum" e sublinhou que as associações estão apostadas no diálogo.

"Estamos disposto a dialogar e dizer como as coisas deveriam ser feitas", afirmou.

Na carta enviada em maio à secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, a Federação Portuguesa de Autocaravanismo e a Associação Autocaravanista de Portugal sublinhavam que a autocaravana é um meio de transporte individual e, como tal, deve ser equiparado a qualquer outro veículo ligeiro de passageiros.

"A legislação aplicável que define o tipo e categoria dos veículos automóveis são o Código da Estrada e os Regulamentos Europeus", é referido na carta.

De acordo com a FPA e a CPA, a autocaravana com peso bruto igual ou inferior a 3.500 quilogramas e com lotação não superior a nove lugares, incluindo o do condutor, pertence à classe de veículos ligeiros de passageiros com a homologação europeia de categoria M1.

Por isso, sublinham, não existir qualquer outra definição legal das categorias de veículos.

A FPA e a CPA consideram que o Governo, ao instituir regras diferenciadas de permanência nos parques de estacionamento, "está a lesar gravemente o seu direito constitucional de liberdade de deslocação".

Por esta situação, pediram ao Governo a "revogação/alteração da norma legal, de forma a permitir que o veículo ligeiro de passageiros denominado 'autocaravana' e os seus condutores possam gozar dos mesmos direitos que foram atribuídos aos veículos da mesma categoria e tipo".

A Lusa pediu ao Ministério do Ambiente e da Ação Climática uma explicação sobre a questão da permanência das autocaravanas nos estacionamentos das praias, mas até ao momento ainda não obteve resposta.

in DN
https://www.dn.pt/pais/afinal-onde-podem-parar-as-autocaravanas-federacao-quer-fim-das-duvidas-12417522.html
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » quinta jul 16, 2020 8:03 am

MONÇÃO VAI TER UM PARQUE DE AUTOCARAVANAS – OBRA ARRANCA JÁ NO PRÓXIMO ANO

Monção vai ter um parque de autocaravanas. A informação foi avançada à Rádio Vale do Minho pelo presidente da Junta de de Trute, Jorge Fernandes (ind.), freguesia onde ficará localizada esta infraestrutura.

A ideia resulta da intenção daquela Junta de Freguesia em converter um aterro existente numa área de lazer. “Tivemos conhecimento do programa Valorizar, do Turismo de Portugal, e vimos que um dos pontos candidatáveis era referente ao serviço de autocaravanismo”, disse Jorge Fernandes. A candidatura foi aprovada.

Mas a ideia da Junta de Trute não se fica apenas pelo autocaravanismo. “Isso pode ser a alavanca para a área de lazer que tanto procuramos. Irá ter uma zona de merendas com várias mesas, balneários e de futuro tentaremos ter mais valências. Foi a melhor maneira que encontramos para revitalizar a zona”, referiu o presidente da Junta.

Este parque irá funcionar em estreita sintonia com o de Paredes de Coura que, recorde-se, foi inaugurado há quatro anos. Mais precisamente em junho de 2016. “O sucesso deste parque vai depender da vila, das pessoas e da maneira como recebemos todos os que nos visitam”, disse na altura o presidente da Câmara, Vítor Paulo Pereira (PS).

Ora, é a pensar precisamente em todos aqueles que visitam Monção que a Junta de Trute acredita nesta obra. Não só nos milhares de turistas por ano, mas também nos emigrantes.

O investimento total rondará os 180 mil euros, apoiados em 100 mil euros pelo Turismo do Porto e Norte. Quanto aos restantes 80 mil euros, a Junta de Freguesia mostra-se confiante de que irá ter os apoios necessários para cobrir este montante.

O início dos trabalhos está previsto para janeiro do próximo ano. A obra deverá ficar concluída em meados de 2022.

O Valorizar​ é um programa do Turismo de Portugal de apoio ao investimento na promoção da qualificação do destino turístico Portugal cujo objetivo se pauta por dotar os agentes públicos e privados que atuam na área do turismo de um instrumento financeiro que permita potenciar e melhorar a experiência turística.

​​​​​​​​​​​​​​​​Prevê a concessão de apoios financeiros a projetos de investimento e a iniciativas que tenham em vista: A regeneração e reabilitação dos espaços públicos com interesse para o turismo; a valorização turística do património cultural e natural do país, promovendo condições para a desconcentração da procura; a redução da sazonalidade; e a criação de valor.

in Radio Vale do Minho
https://www.radiovaledominho.com/moncao-vai-ter-um-parque-autocaravanas-obra-arranca-ja-no-proximo-ano/
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » quinta jul 16, 2020 8:06 am

Gavião | Parque de Autocaravanas está pronto a receber turistas

Imagem

O Parque de Autocaravanas de Gavião “está concluído e pronto a receber os primeiros turistas logo que o licenciamento seja atribuído”, deu conta o Município. A ‘Área de Serviço e Pernoita de Autocaravanas de Gavião’ localiza-se na entrada da vila, na Fonte Nova, do lado de Ponte de Sor, perto da Estrada Nacional 244 e da Estrada Nacional 118.

Para além da nova infraestrutura que se insere na planificação e estratégia da Região de Turismo do Alentejo Ribatejo para atracão turística, a escolha desta localização por parte do Município “permitiu intencionalmente requalificar um espaço que necessitava de intervenção e beneficiar paisagisticamente a entrada na vila”, pode ler-se na mesma nota.

O autocaravanismo é considerado um movimento em expansão muito interessante para o fluxo turístico em zonas do interior, pelo que o executivo da Câmara Municipal de Gavião entende que, “esta obra é importante para o desenvolvimento do turismo no concelho e complementa a oferta da região”.

Acrescenta que “as áreas de serviço e de pernoita para autocaravanas são infraestruturas necessárias à boa prática do turismo itinerante e sustentável, sendo este um segmento com forte impacto económico nos territórios”. Este investimento rondou os 150 mil euros, com financiamento de 60%.

Este projeto, liderado pela Turismo do Alentejo/Ribatejo, envolve 27 municípios do Alentejo e Ribatejo, contempla a criação ou requalificação das infraestruturas existentes; o desenvolvimento de ações de identidade corporativa, a elaboração de conteúdos, design de suportes informativos; a aplicação em peças impressas e ferramentas web, bem como ações de divulgação, sensibilização e animação e a capacitação e coordenação.

in MedioTejo
https://www.mediotejo.net/gaviao-parque-de-autocaravanas-esta-pronto-a-receber-turistas/
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » sábado ago 08, 2020 12:30 pm

GNR autuou mais de meia centena de pessoas por autocaravanismo e campismo ilegal na Costa Alentejana

Imagem

A Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Santiago do Cacém e do Posto Territorial de Sines, no passado dia 6 de agosto, realizou uma ação de fiscalização ao campismo e caravanismo ilegal, na área protegida do Parque Natural do Sudoeste Alentejano, Costa Vicentina.

Segundo a GNR, “nesta ação de fiscalização foram identificados 59 cidadãos e detetadas 59 infrações, pela prática de campismo e caravanismo em situação ilegal ou irregular na área protegida. Essas infrações podem levar ao pagamento de coimas que vão entre os 200 e os 4.000 euros.”

De acordo com as autoridades, “As dunas são consideradas zonas sensíveis, onde se desenvolvem habitats próprios, e constituem uma barreira natural ao avanço das águas do mar. Como tal, a presença humana excessiva nestas áreas, principalmente na época estival, coloca em causa tanto a beleza natural como o habitat único de espécies de fauna e flora que ali habitam.”

in O Digital.pt
https://odigital.pt/gnr-autuou-mais-de-meia-centena-de-pessoas-por-autocaravanismo-e-campismo-ilegal-na-costa-alentejana/
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor siroco » quarta ago 12, 2020 7:57 pm

A "MAIOR ROTA DE CARAVANISMO DA EUROPA" VAI LIGAR PORTUGAL E ESPANHA NUM PERCURSO TRANSFRONTEIRIÇO

O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Duero/Douro pretende fomentar o autocaravanismo como prática turística transfronteiriça no Nordeste Transmontano e Beira Interior, a que se juntam as províncias espanholas de Zamora e Salamanca, foi hoje anunciado.

Imagem

Esta iniciativa dotada de mais de 420 mil euros pretende ser a maior rota europeia de autocaravanismo e será composta por 37 estações, em ambos lados da fronteira.

A nova rota está inserida na zona raiana que abrange as áreas protegidas do Parque Natural de Montesinho, Parque Natural do Douro Internacional, Parque Natural das Arribas del Duero (Espanha) e parte da Serra da Estrela.

"Em cada um dos concelhos onde vão ser instaladas estas estações para autocaravanas vai ser permitido albergar até seis autocaravanas, os utilizadores poderão fazer o abastecimento dos seus veículos, despejar detritos e águas residuais, estando também estes espaços dotados de energia elétrica e água potável", explicou à Lusa o coordenador territorial do AECT Duero/Douro, Evaristo Neves.

Para além destas valências, estes espaços estarão dotados de balneários com duches e zonas de descanso para os amantes do caravanismo poderão pernoitar.

Segundo o responsável pela coordenação no terreno deste organismo ibérico, há cada vez mais pessoas a procurarem este território de fronteira, vindos de todo espaço europeu, sendo uma modalidade turística que está em crescendo.

Por este motivo, defendeu, "é necessário criar condições para os utilizadores e proteger o meio ambiente".

Quem pretenda ficar alguns dias para explorar este território, o projeto fronteiriço prevê a instalação nestas estações de um conjunto de bicicletas elétricas destinadas aos caravanistas.

"Em cada ponto ficarão disponíveis seis bicicletas sem custos para os utilizadores", vincou Evaristo Neves.

Os concelhos do lado português que serão contemplados com as novas estações de autocaravanismo são Miranda do Douro, Mogadouro, Freixo de Espada à Cinta, Torre de Moncorvo e Vila Nova de Foz Côa.

Segundo o responsável, do lado espanhol, também foi aprovada uma candidatura idêntica para esta nova realidade turística.

"Se consideramos os dois projetos ibéricos, estamos na presença da maior rota de caravanismo da Europa", vincou o coordenador territorial do AECT Duero /Douro-

Esta iniciativa turística está inserida no projeto denominado "RaiaNorte" do AECT Duero/Douro, constituído por 215 entidades dos dois lados da fronteira, num território que se estende desde Vinhais (Bragança) ao Sabugal (Guarda) do lado português. Já do lado espanhol estão incluídas localidades das províncias de Zamora e Salamanca.

Este projeto obteve um financiamento de 251 mil euros através do Turismo de Portugal.

https://viagens.sapo.pt/planear/noticias/artigos/a-maior-rota-de-caravanismo-da-europa-vai-ligar-portugal-e-espanha-num-percurso-transfronteirico
Avatar do Utilizador
siroco
 
Mensagens: 295
Registado: terça abr 15, 2008 9:25 am
Localização: Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » sexta ago 14, 2020 4:15 pm

Campismo ilegal fiscalizado em Vila do Bispo. Ação resultou em 116 autos

Guarda Nacional Republicana realizou operação de combate ao caravanismo ilegal e campismo selvagem com incidência no Parque Natural do Sudoeste Alentejo e Costa Vicentina.

Imagem

O Comando Territorial de Faro da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Destacamento Territorial de Portimão, realizou, esta quinta-feira, uma ação de fiscalização contra o caravanismo ilegal e campismo selvagem, no concelho de Vila do Bispo. Esta teve incidência no Parque Natural do Sudoeste Alentejo e Costa Vicentina.

Realizada em coordenação com a Direção Regional da Conservação da Natureza e das Florestas do Algarve e Serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal de Aljezur, esta operação da GNR "resultou em 116 autos, dos quais 91 contraordenação resultante de campismo selvagem bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos", explica a autoridade numa nota enviada às redações.

Os restantes 25 autos foram emitidos "por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito".

A força de segurança, na mesma nota, destaca que "o campismo e autocaravanismo selvagem, é um problema identificado há muito e que constitui fator de destruição de habitats, alguns deles protegidos", além de "representar uma ocupação ilegal da qual resulta uma degradação dos locais utilizados por deposição descontrolada de resíduos que se espalham pelos locais ocupados indevidamente".

Imagem

Imagem

Imagem


in País ao minuto
https://www.noticiasaominuto.com/pais/1564602/campismo-ilegal-fiscalizado-em-vila-do-bispo-acao-resultou-em-116-autos
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor EMAN » domingo ago 16, 2020 2:36 pm

Boas
No portal do sapo de 16/08/2020 pode-se ler o seguinte:

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/empresarios-queixam-se-que-o-caravanismo-ilegal-continua-a-invadir-a-costa-vicentina-mas-para-o-eliminar-so-com-a-uniao-de-todas-as-entidades.
Continuamos a ter um "jornalismo" interessante. Também sabemos a "mixórdia" que assistimos por aí, com o evidente resultado negativo para o verdadeiro autocaravanismo.
Depois as "soluções" são encontradas ou propostas como nós sabemos. Enfim.....

Saudações rolantes
EMAN

Challenger G36
Setúbal
Avatar do Utilizador
EMAN
 
Mensagens: 490
Registado: quarta nov 09, 2005 12:32 pm
Localização: CIDADE DO RIO AZUL

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » sábado ago 22, 2020 9:47 pm

GNR e ICNF levantam 97 autos por campismo e autocaravanismo ilegal em Aljezur

Uma ação de fiscalização da Guarda Nacional Republicana (GNR) e do Instituto Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) do Algarve levantou 97 autos por campismo ilegal em Aljezur, no Algarve, informou esta sexta-feira fonte policial.

Numa nota enviada à imprensa, a GNR revelou que as ações de fiscalização contaram com a colaboração do ICNF e resultaram em “122 autos”, dos quais “97 por contraordenação resultante de campismo selvagem” bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos e “25 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito”.

Segundo a força policial, as ações de fiscalização de combate ao caravanismo ilegal e campismo selvagem no concelho de Aljezur inserem-se no âmbito da operação "Verão Seguro 2020", que teve “especial incidência no Parque Natural do Sudoeste Alentejo e Costa Vicentina”, com o intuito de “mitigar atividades de campismo selvagem e caravanismo ilegal”.

Na mesma nota, o campismo e caravanismo selvagem são identificados pela GNR como “um problema”, constituindo “um fator de destruição de habitats, alguns deles protegidos”, além de representar uma “ocupação ilegal” da qual resulta uma “degradação dos locais” por “deposição descontrolada de resíduos” que se espalham pelos locais ocupados indevidamente.

No passado dia 13 de agosto, outra ação da GNR e do ICNF em Vila do Bispo, teve como resultado 116 autos de contraordenação, sendo 91 de contraordenação resultante de campismo, autocaravanismo selvagem e estacionamento ilegal em locais não permitidos e 25 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito.

in TVI 24
https://tvi24.iol.pt/sociedade/autocaravanas/gnr-e-icnf-levantam-97-autos-por-campismo-e-autocaravanismo-ilegal-em-aljezur
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » terça set 01, 2020 6:52 pm

Mais de 20 infrações por campismo e caravanismo ilegais em Peniche

A GNR levantou 21 infrações por campismo e caravanismo ilegais em Peniche, no distrito de Leiria, durante uma ação de fiscalização realizada no sábado, anunciou hoje aquela força de segurança.

Em comunicado, a GNR refere que foram "detetadas 21 infrações, das quais 16 resultantes de caravanismo fora dos locais autorizados, no âmbito do Regulamento Municipal do Concelho e Peniche, puníveis com coima de 150 a 200 euros, e cinco por estacionamento indevido nas praias, dunas e arribas, puníveis com coima até 2500 euros".

A ação de fiscalização foi realizada com o objetivo de fiscalizar a prática de campismo e caravanismo irregular na orla costeira do concelho de Peniche.

Aquela força de segurança alertou que o campismo e caravanismo selvagens são "fator de destruição de 'habitats', alguns deles protegidos, além de representar uma ocupação ilegal da qual resulta uma degradação dos locais utilizados por deposição descontrolada de resíduos".

Desde há três anos que, nas assembleias municipais, os deputados têm vindo a alertar a câmara para os problemas subjacentes ao caravanismo ilegal.

Há seis anos que está em vigor um regulamento municipal com locais autorizados para caravanistas, mas não é cumprido, uma vez que o município reconhece que os parques autorizados existentes são insuficientes para a procura.

Apesar de haver o parque municipal de campismo e de caravanismo, "o parque de campismo não tem capacidade e carece de investimento para serem criadas as infraestruturas necessárias para as autocaravanas", admitiu em 2019 à agência Lusa o presidente da câmara, Henrique Bertino.

Existem também dois parques privados, mas, pela afluência de caravanas, "tem de haver alternativas", com todas as condições, desde sanitários, água potável e contentores para deposição de resíduos e detritos, sublinhou.

Apesar de reconhecer o problema, a autarquia, que tenciona criar dois novos parques, continua sem alargar a oferta.

Segundo os deputados municipais, as autocaravanas estacionam onde querem, seja junto às muralhas, ao fosso das muralhas da cidade ou junto às praias, o que "não qualifica a oferta turística".

Criado para regrar a ocupação de espaços naturais face ao aumento da procura turística no concelho, o Regulamento Municipal para Licenciamento das Atividades de Campismo Ocasional e Caravanismo no concelho de Peniche entrou em vigor em 2014 para proibir o caravanismo fora dos locais autorizados e prever coimas entre os 150 e os 200 euros para os infratores.

in País ao Minuto
https://www.noticiasaominuto.com/pais/1573912/mais-de-20-infracoes-por-campismo-e-caravanismo-ilegais-em-peniche
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » terça set 01, 2020 6:57 pm

GNR apanha mais 200 por campismo selvagem e autocaravanismo ilegal na Costa Vicentina

Campismo e caravanismo selvagem destrói habitats e representa uma ocupação ilegal, da qual resulta uma degradação dos locais utilizados

Imagem

200 infrações, das quais 164 resultantes de campismo selvagem, bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos, e 36 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito, foram detetadas pela GNR, durante uma operação que decorreu de 26 a 31 de Agosto, nos concelhos de Aljezur e Vila do Bispo, em especial no Parque Natural do Sudoeste Alentejo e Costa Vicentina.

A ação, promovida pelo Destacamento Territorial de Portimão, no âmbito da operação “Verão Seguro 2020”, contou com o reforço do Subdestacamento de Trânsito de Lagos, Subdestacamento de Controlo Costeiro de Portimão, e com o apoio da Direção Regional da Conservação da Natureza e das Florestas do Algarve (ICNF) e da Polícia Marítima de Lagos.

O objetivo era fiscalizar e combater o «caravanismo ilegal e campismo selvagem», acrescenta a GNR, em nota enviada às redações.

Já no passado dia 21 de Agosto, no âmbito da mesma operação, tinham sido detetadas 122 infrações, das quais 97 por campismo selvagem bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos e 25 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito.

A 14 de Agosto tinha sido a vez de 91 pessoas serem multadas, em Vila do Bispo, numa operação que envolveu a GNR, o ICNF e a Câmara Municipal.

A juntar a esta operação, o Destacamento Territorial de Silves, nos dias 22 e 23, realizou várias ações de combate ao caravanismo ilegal no concelho de Lagoa, tendo sido detetadas um total de 73 infrações, das quais 54 por campismo selvagem, bem como autocaravanismo e estacionamento ilegal em locais não permitidos, e 19 por incumprimento do regulamento de sinalização de trânsito.

«O campismo e caravanismo selvagem é um problema identificado e que constitui um fator de destruição de habitats, alguns deles protegidos, além de representar uma ocupação ilegal, da qual resulta uma degradação dos locais utilizados, por deposição descontrolada de resíduos, que se espalham pelos locais ocupados indevidamente», conclui a GNR.

in Sul Informação
https://www.sulinformacao.pt/2020/09/gnr-apanha-mais-200-por-campismo-selvagem-e-autocaravanismo-ilegal-na-costa-vicentina/
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » segunda set 07, 2020 7:44 am

Ameixial e Salir vão ter equipamentos para autocaravanismo

Considerando a tendência crescente do autocaravanismo enquanto segmento da atividade turística, a Câmara Municipal de Loulé vai apostar na criação de duas áreas de serviços para autocaravanas (ASA) no interior do concelho, nas freguesias do Ameixial e de Salir.

Os projetos já foram aprovados e os concursos lançados, e o investimento será de 315 mil euros (acrescidos de IVA).

No caso do Ameixial, na pitoresca aldeia da Serra do Caldeirão a ASA comportará 102 lugares para autocaravanas, uma estação de serviço e zona de lazer com 1500m2, equipada com diverso mobiliário para o efeito, nomeadamente mesas e bancos para piquenique e fogareiros em alvenaria. O espaço será complementado com o campo de futebol de 5 já existente e os respetivos balneários. Serão 1700m2 de prado rústico de sequeiro onde ficará inserido este equipamento para quem quiser disfrutar do ar puro e das belezas naturais desta localidade.

Imagem

O projeto de Salir contempla 35 lotes de estacionamento tipo para caravanas, uma estação de serviço dupla, edifício de apoio/receção, estacionamento exterior para 19 viaturas ligeiras e 3 lugares para viaturas pesadas e ainda estacionamento para bicicletas. Também a área de lazer contará com mobiliário adaptado à fruição do espaço por parte dos autocaravanistas.

“Estes equipamentos irão contribuir para a promoção e desenvolvimento económico do interior, pois oferecem as condições ideais para a prática do turismo da natureza ao longo de todo o ano”, sublinha o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo.

Imagem

in Região Sul
https://regiao-sul.pt/2020/09/04/sociedade/ameixial-e-salir-vao-ter-equipamentos-para-autocaravanismo/510715
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » quarta set 16, 2020 9:53 am

Reabertura da Área de Serviço de Autocaravanas de São Marcos da Serra

Reabre hoje, dia 14 de setembro, a Área de Serviço de Autocaravanas de São Marcos da Serra que tem estado encerrada devido à pandemia.

A Área de Serviço de Autocaravanas em São Marcos da Serra ocupa uma área superior a 2.000 m2 e está equipada com estacionamento, portaria, área de serviço, plantações, ponto de abastecimento de água potável, local para despejo de águas e sanitas químicas, iluminação, pontos de energia elétrica, ilha ecológica e mobiliário urbano.

Imagem

Foi inaugurada em janeiro de 2020, tendo sido uma obra do Município de Silves. A sua exploração está a cargo da Junta de Freguesia de São Marcos da Serra.

Esta Área de Serviço tem uma capacidade para 22 autocaravanas mas atualmente, por razões sanitárias, tem a sua capacidade reduzida. Encontra-se situada junto ao cemitério da povoação, com a seguinte localização: GPS:37.362819, -8. 376449

in Terra Ruiva
http://www.terraruiva.pt/2020/09/14/reabertura-da-area-de-servico-de-autocaravanas-de-sao-marcos-da-serra/
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » domingo Oct 04, 2020 9:46 am

Chamusca e Alpiarça vão ter áreas de serviço de autocaravanismo

O Município de Alpiarça e da Chamusca assinaram na terça-feira, dia 29 de Setembro, o protocolo de colaboração no âmbito do Programa de Ação para o Autocaravanismo, promovido pelo Turismo de Portugal, e que vai permitir a construção de duas Áreas de Serviço para Autocaravanas (ASA) no concelho da Chamusca, nas localidades de Arripiado e Chouto, e uma em Alpiarça.

No caso da Chamusca o investimento totaliza 102.404 euros, com incentivo de 71.683 euros por parte da Linha de Apoio à Valorização Turístico do Interior. Já no caso de Alpiarça o investimento ascende aos 140 mil euros.

O Programa de Ação para o Autocaravanismo visa dar resposta à procura crescente da modalidade, bem como adoptar medidas adequadas à harmonização da sua prática com as exigências ambientais, de saúde pública, de ordenamento do território e da viação terrestre.

Um dos objectivos centrais do projecto é a criação de uma rede nacional de Áreas de Serviço para Autocaravanas, que assegure a infra-estruturação do território nacional com uma rede de oferta suficiente e qualificada de espaços destinados a autocaravanas.

As Áreas de Serviço para Autocaravanas funcionam 24 horas por dia e disponibilizam espaços de estacionamento e pernoita das autocaravanas, assegurando o fornecimento de energia eléctrica, bem como o abastecimento de água e despejo de resíduos sólidos.

O Programa de Ação para o Autocaravanismo vai mais longe do que o financiamento à construção de infra-estruturas de apoio e prevê acções de sensibilização dirigidas a autocaravanistas, o reforço da fiscalização e do sancionamento de situações e práticas ilegais e o desenvolvimento de um Guia de Boas Práticas de Sustentabilidade para o Autocaravanismo.

in Correio do Ribatejo
https://correiodoribatejo.pt/chamusca-e-alpiarca-vao-ter-areas-de-servico-de-autocaravanismo/
time out

Hymer B SL614
(Sintra - Portugal)
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 1105
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor siroco » terça Oct 13, 2020 8:25 pm

Ericeira: Há autocaravanas a mais na reserva mundial de surf e a situação está fora de controlo


Imagem

Autocaravanas. carrinhas transformadas e até tendas, tudo “estaciona” em frente ao mar
As fotos que aqui publicamos mostram como a situação está descontrolada na Ericeira. Há carrinhas a pernoitar junto às praias, em locais proibidos. Onde para a polícia?, perguntam os moradores
Há 9 anos, a Ericeira transformou-se na primeira reserva de surf da Europa. Atualmente, muitas vezes, os seus moradores queixam-se de que esse estatuto, que deveria assentar em políticas de preservação da natureza, virou um pau de dois bicos bem afiados – se por um lado dinamizou a vila e a sua economia, por outro encheu-a de turistas, que nem sempre se condizem com a palavra “reserva”.

Desde o final deste verão, os ânimos estão realmente exaltados. Já há quatro anos que a coisa tem vindo a piorar, por culpa de uma mudança no regulamento de estacionamento, para facilitar a vida aos caravanistas. Só que, como foram criados parques de estacionamento só para eles e as regras eram cumpridas, o choque com os habitantes e frequentadores da Ericeira nunca se deu.

“Hoje, estamos a ser invadidos por carrinhas portuguesa, alugadas por estrangeiros que dormem e comem lá dentro e estacionam em zonas proibidas, especialmente junto às praias, num desrespeito total pelas normais. E ainda deixam tudo sujo à sua volta”, queixa-se Tiago Matos, presidente da associação dos amigos da Baía dos Coxos, uma das responsáveis pelo título de reserva mundial.


Imagem

Em Ribeira d’Ilhas, a saída de emergência da praia está meia bloqueada pelas carrinhas estacionadas no lado direito da estrada


Imagem

Há campismo sem regras por todo o lado, ao contrário do que a lei estipula
A polícia, nota Tiago Matos, é inoperante em relação a esta realidade, à vista de todos. De vez em quando, depois de o presidente da Câmara de Mafra ficar inundado de fotografias que denunciam a situação, a GNR aparece nas redondezas, sempre de dia, a multá-los. “Essas ações não chegam, porque eles não ligam nenhuma às multas. Só lá vai com bloqueios e reboques. Por enquanto, e sobretudo à noite, tem sido a população, em modo milícia, a mandá-los embora dos estacionamentos ilegais. Mas qualquer dia, isto ainda acaba mal”, teme este morador e surfista veterano.

“Se há parques gratuitos, criados pela câmara para os receber com todas as condições, porque estão vazios e não vai para lá ninguém? E porque preferem as falésias e as zonas de acesso às praias, onde é absolutamente proibido estacionar? Porque, na realidade, ninguém os proíbe”, interroga-se.

Tiago tem a lei do seu lado. E a norma veio mesmo lá de cima, pois o problema não é um exclusivo destas praias da região do Oeste: O Governo determinou a interdição de permanência de autocaravanas nos parques e zonas de estacionamento de acesso às praias e ainda definiu a possibilidade de ficarem em “locais especificamente designados” entre as sete da manhã e as nove da noite. A decisão, de maio, consta de um decreto-lei que altera as medidas excecionais e temporárias relativas à pandemia. Pretendeu-se assim interditar tanto o estacionamento (sem ocupantes) como a pernoita (com ocupantes) de autocaravanas nos parques e zonas de estacionamento de acesso às praias.


Imagem

As melhores vistas são consideradas os melhores spots para pernoitar


Imagem

O mar está mesmo ali, numa linha de horizonte estupenda. Mas no chão, junto a esta carrinha, é só restos de comida e bebida


https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2020-10-13-ericeira-ha-autocaravanas-a-mais-na-reserva-mundial-de-surf-e-a-situacao-esta-fora-de-controlo/
Avatar do Utilizador
siroco
 
Mensagens: 295
Registado: terça abr 15, 2008 9:25 am
Localização: Sintra

AnteriorPróximo

Voltar para Assuntos Gerais

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes