O que se lê na imprensa....

Assuntos gerais relacionados com autocaravanismo.

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor Lealbino » domingo set 17, 2017 9:13 pm

:?

São mesmo essas as imagens que nem associo a autocaravanistas, mas sim simplesmente a "seres" que deveriam ser reeducados até poderem ser inseridos em sociedade...

Tal como é referido a pedagogia inicial seria pelo facto de alguns que se iniciam e/ou alugam desconhecerem regras de ouro, e prejudiquem o ambiente além de com essas atitudes colocarem quem cumpre em risco, porque na fase seguinte seriam as tais coimas. E que deveriam ser sempre pesadas, mediante o impacto que tivessem tido.

Mas enfim, ate lá são estas tristezas que ainda vão sendo reais nos dias que correm...
Avatar do Utilizador
Lealbino
 
Mensagens: 239
Registado: segunda set 16, 2013 11:21 am
Localização: Villa Moita / Setúbal

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor Salazar » quarta Oct 25, 2017 9:03 am

Salazar
 
Mensagens: 291
Registado: quarta jan 23, 2008 7:38 pm
Localização: Benavente

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor rmsnegrao » quarta Oct 25, 2017 11:08 am



Ah pois é, virou-se o feitiço contra o feiticeiro! Andaram a inventar sinalética do Código da Estrada e legislação especificamente direccionada para a expulsão de autocaravanas da Costa Vicentina e agora têm um problema de estacionamento/acampamento de viaturas diversas mas que não cabem nessa designação de autocaravanas. :lol:

Resultado, a coisa vai de mal a pior. A grande maioria dessas viaturas não têm as condições sanitárias das autocaravanas, isto é, não são autónomas no que compete ao tratamento dos seus esgotos, daí a proliferação do papel higiénico usado e respectivas "poias"! :D

Qual será a sinalética que vão agora inventar? E os POOCs, será que agora vão alargar a proibição do estacionamento nocturno nos parques de estacionamento das praias a todas as viaturas motorizadas? Mas atenção que ainda existe por aí muita malta de etnia cigana que ainda se desloca em carroças de tracção animal! :wink:

Enfim...
Mais vale uma autocaravana na mão do que duas no stand!
Se eu podia ir para um hotel? Podia, mas não era a mesma coisa...
Avatar do Utilizador
rmsnegrao
 
Mensagens: 145
Registado: terça abr 06, 2010 11:02 am
Localização: Caldas da Rainha - Portugal

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor Euroviajante » quarta Oct 25, 2017 7:02 pm

É cada vez mais premente a exigência de criação de ASA na costa atlântica alentejana. Deixamos de inventar, pedir esclarecimentos, etc. etc. Com as constantes invenções de interpretações, pedidos de sinaléticas ( código da estrada não prevê sinal especifico para autocaravanas- só caravanas), logo comentar o estacionamento- pernoita numa área que é proibida por lei é tempo perdido.
Com o devido respeito, em minha opinião temos é de pedir ASA na costa Vicentina. Quem prevaricar que seja multado. Haver ASA, como o caso de Porto Covo, e companheiros estacionarem fora do local, significa uma falta de respeito pela autarquia e pelos outros autocaravanistas que la estão estacionados e pagam . Se não querem pagar, tudo bem, respeito o gosto, vão para outros locais arrisquem a multa pela GNR.
Não querer pagar uns míseros euros, andar a inventar, maldizer, só porque não podem pernoitar num parque de estacionamento para viaturas ligeiras ( na maioria nem tem espaço para uma AC de 5, 80 m), não me associo a este tipo de autocaravanismo .
Cumprimentos
Imagem
Avatar do Utilizador
Euroviajante
 
Mensagens: 1263
Registado: quinta abr 04, 2013 5:03 pm
Localização: Salvaterra de Magos/ Penha de França

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor Salazar » terça nov 07, 2017 3:56 pm

José Queirós Escreveu:Boa tarde.

Uma autocaravana totalmente eléctrica...

http://www.motor24.pt/sites/turbo/esta- ... ilimitada/

Talvez o primeiro passo. Aguardemos o que a concorrência certamente irá contrapor.

José Queirós.



Ainda voltando ao tema dos motores eléctricos nas ACs.

http://www.lemondeducampingcar.fr/actualite/infos/krach-des-vehicules-diesel-les-camping-cars-sont-ils-concernes.html

Chamo a atenção para os 3 últimos parágrafos.
Salazar
 
Mensagens: 291
Registado: quarta jan 23, 2008 7:38 pm
Localização: Benavente

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » domingo nov 12, 2017 8:42 pm

Douro com ano "fantástico" para o turismo vê a sazonalidade diminuir

O turismo cresceu em 2017 no Douro, território onde a sazonalidade está a diminuir e os visitantes chegam de barco, mas também de carro, autocaravana, comboio ou de bicicleta.

Está a ser um ano fantástico", afirmou à agência Lusa José António Fernandes, da Associação de Empresários de Hotelaria e Turismo do Douro (HTDouro).

O responsável referiu que se veem mais visitantes pelo Douro e que o crescimento foi notório a todos os níveis, desde a restauração ao alojamento.

"Os grupos e a procura já se diluem mais no tempo. Podemos dizer que a época baixa já não é tão grande. A sazonalidade está a diminuir notoriamente", frisou.

O verão prolongado deste ano ajudou mas, segundo José António Fernandes, a procura começa também mais cedo.

Muitos visitantes chegam ao Douro de barco, mas há cada vez mais pessoas que viajam de carro, autocaravana, comboio ou de bicicleta.

"Acho que o turismo fluvial serviu para impulsionar o outro tipo de turismo. Neste momento, tenho imensas pessoas a chegar ao museu de bicicleta", afirmou Fernando Seara, diretor do Museu do Douro, localizado no Peso da Régua.

E ali chegam, segundo acrescentou, cada vez mais estrangeiros, muitos deles provenientes de países como os Estados Unidos da América, Brasil, Austrália, Argentina, Uruguai, Bélgica, França ou Luxemburgo.

A cidade da Régua possui um parque de estacionamento para autocaravanas que, segundo o presidente da autarquia, José Manuel Gonçalves, está a ser "um sucesso" e "é cada vez mais procurado".

O parque foi construído junto ao rio Douro há cerca de três anos e os espaços disponíveis até já foram aumentados. O estacionamento é pago mas, segundo o autarca, "está regularmente cheio".

Não há muitos espaços destes na região e, de acordo com José Manuel Gonçalves, este parque "é uma referência a nível europeu para a rede do autocaravanismo". "Este é um setor com enorme potencial. Esta é uma aposta ganha para a região", frisou.

Os autocaravanistas, muitos deles franceses, alemães, espanhóis ou dinamarqueses, possuem um elevado poder de compra e efetivamente compram e consomem na cidade e daqui partem para visitar outros locais do Douro. O tempo de permanência ronda os três dias.

"De ano para ano o turismo tem aumentado no Douro", afirmou Catarina Fonseca, da empresa Novas Etapas -- Animação Turística, instalada na Régua, que vende passeios em cruzeiros diários, em jipe ou de 'tuk-tuk' e possui também uma loja onde vende vinho, azeite e compotas da região.

A responsável referiu que quem "dá movimento" são os visitantes que chegam individualmente ou em pequenos grupos, muitos deles que estão no Porto e sobem de comboio para passar um dia no vale do Douro.

"Falamos muito do turismo fluvial, nomeadamente dos barcos-hotel, mas um dos grandes problemas desse tipo de programas é que os passageiros pouco param ou pouco saem do barco para visitar a cidade", lamentou.

José António Fernandes acrescentou que o turismo fluvial "ainda pouco se reflete nos empresários locais" e sublinhou que este é "um problema" que tem que ser resolvido.

Já quem vem de carro para o Douro aproveita para fazer "muitas compras".

"Da Bélgica, França ou Luxemburgo vêm de carro e à procura do que cá temos, como o vinho. A venda à porta está a ganhar peso na região e é a que mais valor deixa aos produtores", sublinhou o diretor do Museu do Douro.

O ano turístico foi bom. No entanto, José António Fernandes ressalvou que a região ainda "não atingiu o ponto bom".

"Ainda falta fazer muita coisa a nível, por exemplo, da formação, não temos cozinheiros nem pasteleiros suficientes, e também do marketing e da promoção", sublinhou.

in Noticias ao Minuto
https://www.noticiasaominuto.com/economia/898393/douro-com-ano-fantastico-para-o-turismo-ve-a-sazonalidade-diminuir
time out

HYMER B544
(Sintra - Portugal)

Imagem
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 983
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor Salazar » terça nov 21, 2017 2:58 pm

"Multas vão passar a ser pagas no momento da infração"

"Governo pondera medida para travar campismo selvagem"

"Polvilham a paisagem do Algarve de uma ponta à outra, mas sobretudo em zonas próximas da água ou em cima de falésias. Acusados de “maltratar” o ambiente, os caravanistas crescem todos os anos em vários locais, com especial incidência na Costa Vicentina. Face a este problema, que se arrasta há mais de 15 anos sem uma solução à vista, o JA sabe que o Governo está a ponderar a possibilidade de as coimas serem pagas no momento da infração

O Governo está a ponderar avançar em breve com uma proposta de lei que visa a cobrança de multas no momento da infração relativa à prática de campismo e caravanismo selvagem.

Este é um problema que se arrasta em várias zonas da região algarvia há pelo menos 15 anos, mas a situação é cada vez mais grave em zonas sensíveis, como o parque natural da Costa Vicentina, no litoral dos concelhos de Aljezur e Vila do Bispo. A GNR desloca-se com frequência aos locais mais procurados por caravanistas e campistas, levantando diversas coimas, mas estas parecem não surtir efeito.

Já no longínquo ano de 2002, a Câmara de Aljezur pedia medidas legislativas “urgentes” para impedir o campismo e caravanismo selvagem nas praias e dunas do parque natural, mas os pedidos não foram ouvidos.

Quinze anos depois, a autarquia confirma que se verifica um “crescimento do campismo selvagem”, ao longo de 40 quilómetros da costa do concelho de Aljezur, assumindo a prática de caravanismo fora dos parques de campismo “proporções incontroláveis”…"

In http://www.jornaldoalgarve.pt/multas-vao-passar-a-ser-pagas-no-momento-da-infracao/


Só espero que sim. E que sirva para corrigir os muitos abusos que se vêm por essa costa fora, sejam eles reformados franceses e ingleses ou "vanlifers" de pé descalço.
Salazar
 
Mensagens: 291
Registado: quarta jan 23, 2008 7:38 pm
Localização: Benavente

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor cookie » quarta jan 24, 2018 8:46 pm

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalh ... gal_outras

Cães de turistas envenenados em Silves Dois animais morreram depois de comerem chouriço com veneno.

Menu Correio da Manhã + Sub-categorias 5 CIDADES EXCLUSIVOS DESPORTO SOCIEDADE OPINIÃO BOA VIDA Notícia Cães de turistas envenenados em Silves Dois animais morreram depois de comerem chouriço com veneno. Por Tiago Griff|23.01.18 + 1 / 3 Parque para autocaravanas fica localizado nas proximidades da vila de Pera, no concelho de Silves Direitos Reservados Dois cães morreram, com suspeita de envenenamento, num parque de caravanismo em Pera, no concelho de Silves. A GNR esteve no local e vai investigar após decisão do Ministério Público. "Os animais eram de turistas estrangeiras - uma inglesa e outra holandesa - que estavam instaladas neste parque de caravanismo. Não fizeram mal a ninguém. Foi muito triste", disse ao CM fonte do Mikki’s Place to Stay, um parque de caravanismo em Pera. O caso aconteceu na passada sexta-feira. O veneno terá sido ingerido pelos cães dentro de pedaços de chouriço que foi cortado em rodelas e atirado para o chão do parque. Os dois cães foram depois descobertos pelos donos: um deles já estava morto e outro viria a morrer pouco tempo depois. "Um das senhoras não consegue sair da caravana por causa do desgosto e outra foi-se embora", revela a mesma fonte. O Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial da GNR de Silves esteve no local a recolher vestígios e os cadáveres dos cães foram enviados para um veterinário local. Foi levantado um auto de notícia e o processo foi enviado pela GNR para o Ministério Público, que irá agora decidir se vai haver investigação.
cookie
 
Mensagens: 1783
Registado: domingo Oct 04, 2009 2:08 pm
Localização: Vila do Conde, novamente...

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor time_out » sábado abr 21, 2018 8:44 am

Há um bairro nómada a crescer à beira-rio plantado

Tem crescido o número de caravanas e carrinhas que param junto ao rio, na zona de Santos, e por lá acampam. Alguns munícipes alertam para a falta de segurança, o lixo e os dejectos que por ali se vão acumulando. A autarquia não se pronuncia.

São veículos grandes, autênticas casas sobre rodas, que se têm amontoado num espaço alcatroado junto ao rio, em Santos, próximo da discoteca Urban Beach. Se começaram por ser episódios esporádicos, o aglomerado que estas carrinhas têm formado nos últimos meses não tem passado despercebido aos que passeiam naquela zona e reparam que está a crescer ali uma “cidade móvel”, à beira Tejo plantada.

Alguns munícipes admitem mesmo que o número de viaturas e de “barracas” que ali se juntam, sem que haja a rotatividade habitual no turismo de auto-caravanas, “tem crescido exponencialmente” nos últimos tempos e alertam para a falta de segurança e para o lixo e dejectos que se vão sendo acumulados por quem percorre quilómetros numa casa ambulante.

“As coisas explodiram nos últimos dois meses. Nós nem percebemos bem o que aconteceu”, conta ao PÚBLICO Perpétua Coelho, coordenadora administrativa do ginásio Academia Life Club. Como algumas salas de exercício estão voltadas para aquele local, alguns responsáveis pelo espaço já encontraram algumas das pessoas que costumam ali pernoitar a utilizar os balneários do ginásio.

“Já demos com eles a tomar banho, já tentaram levar coisas dos clientes. Vêm aqui às nossas torneiras encher garrafões”, continua a responsável. “Como não têm balneários, fazem as necessidades junto às paredes e têm cães por aí”, nota Perpétua, alertando para o lixo e dejectos dos animais que os caravanistas transportam e que se vão acumulando. Segundo relatos que alguns munícipes fizeram ao PÚBLICO, os bancos públicos, por exemplo, são usados como suporte para lavar a loiça.

“Sentimo-nos um bocado impotentes. Aquele espaço parece uma zona de ninguém”, aponta a gerente do ginásio.

Ao PÚBLICO, o presidente da Junta de Freguesia da Estrela afirma que o terreno em causa está sob gestão da Administração do Porto de Lisboa e que se trata de uma “zona expectante”, um espaço ao qual não está atribuída qualquer função mas que é recorrentemente utilizado como parque de estacionamento. Questionada pelo PÚBLICO, a APL não deu qualquer resposta.

O autarca referiu ainda que têm chegado à junta “muitas reclamações” de munícipes que se sentem incomodados com a situação. No portal do município “A minha rua”, onde a população pode reportar ocorrências que necessitem da intervenção da autarquia ou das juntas de freguesia, por exemplo, há queixas de que aquele local é recorrentemente utilizado como local de acampamento e os dejectos de cães acumulam-se sem que os proprietários os removam.

“Com o aumento do turismo, e de várias formas de o fazer, tem havido uma ocupação abusiva e selvagem sem quaisquer cuidados com a higiene e condições de segurança. Estas pessoas estão totalmente desprotegidas”, nota Luís Newton. “Mas isto não tem nada a ver com o turismo de auto-caravanas”, ressalva o autarca, admitindo que “este fenómeno cresceu substancialmente ao longo dos últimos oito meses”, passando de episódios esporádicos, como os que acontecem em Belém, onde existe sinalização que proíbe o estacionamento de auto-caravanas e de caravanas, para um hábito. Na sua maioria jovens, alguns dos que ali estacionam recusaram falar com o PÚBLICO.

“Se os querem deixar ficar aí que façam, pelo menos, casas de banho”, sugere Perpétua Coelho.

Por ser um “lugar apetecível, junto ao rio e a uma área de diversão nocturna”, e “não sendo a fiscalização eficaz nessa zona”, a palavra vai passando. “Como não recebem qualquer indicação de que não podem ali pernoitar, acabam por ficar”, acredita o autarca da Estrela.

“É uma fiscalização que deverá ser feita pela Polícia Municipal até porque quem faz este tipo de licenciamento é a câmara municipal”, nota o presidente da junta.

É aos municípios que cabe o licenciamento de acampamentos ocasionais fora dos locais adequados à prática do campismo e caravanismo. Cabe igualmente às autarquias a aplicação das coimas a quem não cumpre o regulamento. O PÚBLICO tentou perceber junto da câmara de Lisboa se tem conhecimento da situação, assim como que alternativas para o estacionamento e acampamento destes veículos, mas também não obteve qualquer resposta.

Em Lisboa, o parque de campismo de Monsanto é o único espaço onde as auto-caravanas podem acampar legalmente. Segundo a informação que consta no site do parque, cerca de 170 lugares estão destinados a esses veículos e é possível ter acesso a água e electricidade e a locais próprios para despejos de águas sujas.

A criação de mais um parque para auto-caravanas, além do de Monsanto, foi já proposta no âmbito do Orçamento Participativo de Lisboa, em 2016. A ideia até colheu, sendo uma das vencedoras dessa edição, mas ainda não foi concretizada. “Seria uma boa maneira de ordenar o estacionamento de auto-caravanas e oferecer condições a quem usa esta modalidade”, admitem os munícipes.

in Publico
https://www.publico.pt/2018/04/20/local/noticia/ha-um-bairro-nomada-a-crescer-junto-ao-rio-tejo-1810985
time out

HYMER B544
(Sintra - Portugal)

Imagem
Avatar do Utilizador
time_out
 
Mensagens: 983
Registado: domingo nov 13, 2005 7:48 pm
Localização: Entre Belas e Sintra

Re: O que se lê na imprensa....

Mensagempor Henrique Fernandes » sábado abr 21, 2018 9:15 am

Artigo jornalístico muito mal concebido e estruturado, confundindo novamente autocaravanismo com campismo e pernoita com acampamentos ocasionais...
Daqui não pode vir nada de novo para o autocaravanismo.
Não é só a má fama que vai cristalizando.
Um dia destes, temos aí mais uma proibição ilegal, em vez da resolução de um problema!
Ando, há anos, a pregar aos peixes, explicando que é preciso mudar este estado de coisas e que isso só se consegue com algum tipo de ordenamento do autocaravanismo, a par de legislação ou aclaramento legislativo que nos proteja melhor dos abusos das autoridades e do lóbi campista, para quem estas situações são o pretexto ideal!
Henrique Fernandes
 
Mensagens: 531
Registado: quarta Oct 28, 2009 8:18 pm
Localização: Guarda Membro do CGA-Clube Gardingo de Autocaravanas

Anterior

Voltar para Assuntos Gerais

Quem está ligado:

Utilizador a ver este Fórum: Google [Bot] e 1 visitante