Mais cavalos nos motores JTD, TDI, HDI Chip de potência

Área dedicada a troca de informações sobre mecânica, manutenção e bricolage

Mais cavalos nos motores JTD, TDI, HDI Chip de potência

Mensagempor alexandrechora » quarta Oct 27, 2010 11:29 pm

Caros Companheiros,

O tunning também já chegou ao autocaravanismo...
Quem é que ainda não sentiu necessidade de uns cavalos extra, para subir melhor e sem ter que recorrer á caixa de velocidades?
Se este é o seu caso então vamos lá contribuir para este post.

Encomendei um chip de potência para o motor da minha AC (Ducato 2.3 JTD de 110cv).
Dei este passo porque tenho um Fiat bravo 1.9 JTD (1999) de origem com 105cv. Reprogramei a centralina para 150cv em 2001 tinha cerca de 90000km, hoje tem 242000km e anda que se farta sem qualquer problema de motor.

Tenho uma BMW 320D com 163cv de origem, coloquei um chip de potência que fui eu que montei, passou a ter cerca de 200cv apesar de não ter feito o teste de potência, bom não digo aqui a velocidade máxima, eticamente não é correcto da minha parte, mas também o que é importante é que o consumo com a minha condução passou de 6,8l -7l/100km para 5,3 a 5,6 até aos 140KM/H em autoestrada. tenho este chip á dois anos, também sem qualquer problema.


Agora quando chegar o chip para a minha AC vou postar aqui os resultados. Posso adiantar que solicitei ao fabricante, uma melhor resposta do motor em baixas rotações e melhorar ao máximo o consumo,
Não pertendo aumentar a velocidade de ponta, apenas mais binário nas subidas.
Segundo o fabricante do chip disse-me que posso contar com pelo menos mais 30% de potência o que o traduzindo em cvs passa de 110 cv para cerca de 137cv e o consumo baixa até 20% para a mesma condução, eu acredito com base da minha experiência anterior, mas prometo quando tiver dados concretos, os divulgarei aqui...

Entretanto aguardo os vossos contributos neste post.

Cumps Alexandre
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 520
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor jgomes » quinta Oct 28, 2010 8:08 am

Bom dia companheiro

Quando postar os resultados, não se esqueça de mencionar quais os valores envolvidos, pois é uma outra mais valia.
Ate´lá...

Um abraço e boas viagens

JGomes
jgomes
 
Mensagens: 262
Registado: terça mai 22, 2007 10:37 am
Localização: Jou - Murça

Mensagempor cookie » quinta Oct 28, 2010 10:01 am

até gostava de contribuir para este post mas não posso... posso é pedir, tal como o companheiro jgomes, para publicar os resultados mal os tenha na sua posse :)

os nossos consumos rondam os 11l. a nossa ac é uma ford transit capuchine julgo que 2300cc com 115 cavalos.

quando apanhamos vento nas viagens,normalmente apanhamos muito vento vá-se lá saber porquê, os consumos aí sobem...
cookie
 
Mensagens: 1786
Registado: domingo Oct 04, 2009 2:08 pm
Localização: Vila do Conde, novamente...

Mensagempor alexandrechora » quinta Oct 28, 2010 3:43 pm

Caros companheiros,

Antes de mais, o preço que do meu chip de potência, para a minha BMW 320D á dois anos atrás foi 170eur, que ao fim de 10 depoistos ficou pago, ou seja em dois meses amortizei completamente o custo do chip, a seguir aos dois primeiros meses de utilização é tudo lucro ou seja por cada mês que passa poupo cerca de 85 euros.

Passo a explicar o raciocinio o Chip custou 170eur, eu fazia média de 7litros por 100km, passeia a fazer em média 5,5l (é raro que o computador de bordo diga o contrário quando vou atestar), existe uma economia de 1,5litros por cada 100km, ou seja, como faço mais ou menos 1000km por deposito, passei a poupar 1,5lx10= 15litros por deposito, o que corresponde a 15litros x1,10euros por litro= 16,5euros é o que efectivamente poupo cada vez que atesto o deposito.

Se o preço do chip foi 170eur a dividir por 16,5eurpor deposito quer dizer que ao fim de 10,3 depositos (tanque vazio- Tanque cheio) amortizei completamente o custo integral do chip de potência, ou seja como atesto a minha BMW uma vez por semana, por vezes até existem semanas que atesto duas, bom mas vamos considerar que é apenas uma ao fim de 10 semanas ou seja, dois meses e uma semana o dispositivo está pago.

Como sempre posso provar na prática de tudo aquilo que afirmo, acredito que os companheiros já me vão conhecendo e quem me conhece pessoalmente, sabe perfeitamente que quando afirmo algo é com base empirica e de conhecimento efectivo.

Atenção, reconheço quando conduzo a BMW, a minha condução é defensiva, mas rápida, acredito que 80% da maioria dos condutores em vez de economizarem 1,5l poderiam economizar muito mais, mas sem querer adiantar valores...
Quando ando com a familia no relax já fiz média de 4,6l/100km, neste caso não ultrapasso os 100km/h.

Relativamente ao chip para a AC, negociei o preço com o mesmo fabricante, um programador alemão que me vendeu para a BMW, e argumentei que poderia existir alguns companheiros interessados, sinceramente foi apenas um argumento de momento para obter o melhor preço possivel.
Pelos vistos deu resultado 135euros preço final.

A montagem é muito simples, trata-se de desligar uma ficha e ligar duas, na régua do comonrail, 5 minutos basta para montar, não interfere nas inspecções, não interfere na garantia do motor.

A seu tempo darei mais promenores com base na expriência da AC.

Convém postarem o modelo, sistema e os cavalos do motor para saber se o chip está disponivel para cada caso.

Exemplo da minha: Fiat Ducato 2.3 110cv de 2003

Cumps fico a aguardar os vossos posts com os dados das vossas autocaravanas.

Como sempre, disponham...
Aproveitem agora, porque qualquer dia, cortam-me o pio...eheheheheh
Cumps
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 520
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor ZecaSantos » quinta Oct 28, 2010 5:07 pm

Companheiro Alexandre Chora,

No meu caso a AC tem um ano e motor Fiat 2300cc 130cv.

Esta indicação é suficiente? obrigado

Saudações Autocaravanistas

Zeca Santos
ZecaSantos
 
Mensagens: 304
Registado: quarta nov 09, 2005 10:01 am
Localização: Salvaterra de Magos

Mensagempor alexandrechora » quinta Oct 28, 2010 5:32 pm

Companheiro Zeca, no seu caso, o chip de potência dá, ficaria o seu motor com cerca de 163cv.
Qual o seu consumo em condução semi-relax aos 100Km?

Atenção companheiros, o que pedi ao programador dos chips foi mais cavalos e binário em baixa rotação e em especial a redução de consumo. Claro que provavelmente também aumente a velocidade de ponta, mas não é esse o objectivo. Não podemos esquecer que parar de emergência uma AC a 120Km deve ser dose, espero nunca ter necessidade de o fazer.
Na minha opinião e fazendo uso de todo o meu bom senso e racionalidade, não existe necessidade de andar a mais de 120KM/h, já de carro bem isso são outros quinhentos...

Cumps
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 520
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor ZecaSantos » quinta Oct 28, 2010 6:11 pm

Oi companheiro Alexandrechora,

Na condução que uso normalmente para não chatear os camionistas é de 95km/h e faz-me um consumo entre os 10,5 e os 11,0 l/100.

Quando digo 95 são mesmo reais, porque quando tinha as jantes de 15" o velocimetro marcava menos 5/7km/h, quando passei a usar jantes de 16" dá um valor muito certo.

Em termos de velocidade não preciso de mais porque se lhe pisar os calos ela anda, por isso o necessário é mesmo mais cavalos e binário em baixa rotação e consequentemente menor consumo.

Fazer parar uma AC a 100 km/h até pode não ser muito complicado, mas se o pendura ou alguém naquele momento foi ao frigorifico ( por ex.) será muito dificil não se vir estatelar com grande violência no tablier, com todas as consequências inerentes e que normalmente são graves. Lógicamente que a 120 as coisas ainda ficam mais complicadas, por isso, além de tudo o mais, tem que haver muita atenção aos objectos soltos ou mal acondicionados.

Cumprimentos

Saudações Autocaravanistas

Zeca Santos
ZecaSantos
 
Mensagens: 304
Registado: quarta nov 09, 2005 10:01 am
Localização: Salvaterra de Magos

Mensagempor Mario » quinta Oct 28, 2010 6:57 pm

Olá,tenho acompanhado com frequência as mensagens do alechandrechora o qual felicito pela disponibilidade com que tem brindado os utilizadores do fórum .

Sobre chips de potencia apenas irei transmitir a singela opinião de quem é um leigo na matéria.

Atendendo ao elevado apuro técnico dos actuais motores,em que cabe á electrónica a gestão dos mais variados parâmetros que se traduzem na prática (muito resumidamente)em mais disponibilidade de binário e potencia,menor consumo de combustível e emissões de poluentes,aparentemente será descabido efectuar alterações para ganhar mais alguns cavalos (de que raça?)que poderão comprometer a fiabilidade .

Um motor de série é optimizado pelo fabricante para o fim a que se destina,desde o caderno de encargos, até á potencia ,consumo,binário,emissões, fiabilidade , as marcas não"puxam "os motores porque necessitam de trabalhar com enormes margens de segurança.

Na prática de autocaravanismo não raras vezes as distancias a percorrer podem totalizar vários milhares de Kms que todos pretendemos na maior tranquilidade.

Reconheço que principalmente nas unidades mais antigas a “garupa” pode ser á justa,mas é preferível que sejam puro sangue ,sempre dispostos a colaborar ou seja,poucos mas bons.

Esclareço que esta mensagem apenas tem como objectivo expressar uma opinião,no respeito pela diversidade subjacente a cada intervenção.

Caberá ao Alexandre como principal responsável pelo tema “centralinas” defender a honra da dama,no entanto não esqueçam que não há bela sem senão! :arrow:
Aquele Abraço

Mário
Mario
 
Mensagens: 833
Registado: quinta mai 24, 2007 4:19 pm
Localização: Albergaria- a -Velha

Mensagempor Aleluia » quinta Oct 28, 2010 7:07 pm

Boa noite, companheiros.
O assunto do chip é deveras interessante, apesar de não ser novidade.
Á cerca de três anos, quando tinha uma Fiat Capucino de 1.9TD de 100CV, nas subidas ou quando apanhava vento pela frente, "passava as passas do Algarve", para conseguir evoluir com o carro.

Na altura falei a alguns meus clientes de auto, na alternativa do chip, onde me disseram que era uma boa opcão. O unico contra, era o problema da pressão exercida nos tubos de radiador.
Pois os mesmos estão preparados para a cilindrada do carro e, não para um motor com mais 15 ou 20 cavalos.

Andei,andei, vendi o carro e não cheguei a fazer a alteração.

Saudações.
Aleluia
RIMOR - Katamarano 8P
Departamento de Sócios do C.A.A.
Imagem
Avatar do Utilizador
Aleluia
 
Mensagens: 1132
Registado: sábado nov 12, 2005 3:36 pm
Localização: Faro - ALGARVE

Mensagempor jotex » quinta Oct 28, 2010 7:45 pm

Companheiros

As viaturas que utilizam centralinas não necessitam do "xip" bastando para isso reprograma-la.

vejam este site

http://www.fastlanept.com/

Cumprimentos
Avatar do Utilizador
jotex
 
Mensagens: 171
Registado: terça abr 20, 2010 11:06 pm
Localização: S. João da Madeira

Mensagempor alexandrechora » quinta Oct 28, 2010 8:44 pm

Caro companheiro Mário,
Com todo o respeito que tenho por todos os companheiros, ainda mais, pela escolha das palavras e expressões que utilizou, ainda mais me honra pela sua intervenção, e desde já o meu obrigado, por esta questão, embora eu já tivesse a aguardar pela questão do meio ambiente e da fiabilidade do motor.
E neste caso o que nos preocupa mais, é a fiabilidade do motor, ficando o meio ambiente infelizmente para segundo plano.

Na abertura deste post ou seja a minha primeira mensagem, referi que tenho dois carros, cuja electronica de gestão foi alterada no Fiat Bravo e uma vitamina (ship) no caso da BMW, o primeiro com 242000 e o segundo com 207000, e agora que o diabo seja cego surdo e mudo, nunca parti um turbo, nunca queimei uma junta, nunca tive necessidade de abrir um motor, ou um injector ou a bomba injectora, ou seja, apenas mudança de oleos filtros o comun a qualquer carro.

Agora existem regras de utilização para carros com ship, que têm de ser respeitadas, para qualquer utilizador poder afirmar o que referi anteriormente relativamente aos meus carros.


Regras de utilização de um motor com chip:

1- Nunca levar o motor ao Redline(vermelho) do conta rotações, também digo-vos não vão sentir essa necessidade.
2- Nunca andar com o pedal a fundo mais que 5minutos, atenção se estiver tempo muito quente, de Verão acontece 2 a 3 minutos.
3- Nunca deixar que a temperatura do motor ultrapasse os 95graus (o manometro da temperatura está é para alguma coisa).
4- Até meio pedal de acelerador os cavalos originais estão lá, de meio pedal para baixo aparece os cavalos vitaminados. Apesar de sentir mais binário, suavidade e elasticidade do motor em baixa rotação e até meio acelerador. Só experimentando, depois companheiro não quer outra coisa, acredite.
5- Revisões dentro do tempo previsto, o oleo deve ser semi ou totalmente sintético.
6- A melhor regra de todas o bom senso, uns têm outros não. Os que não têm bom senso na utilização do chip, investem mais em pastilhas de travão, em discos de embraiagem, etc.

Companheiro percebo perfeitamente a sua preocupação, e á 8 ou 9 anos atrás decidi experimentar, e acredite, agora não quero outra coisa, gostava que exprimentasse o meu Bravo, parece um Karting.

Espero que a questão da fiabilidade do motor esteja minimamente esclarecida, evidentemente muito mais poderia-lhe dizer e claro que um motor pode ter problemas, mas estou convicto pela experiência que tenho enquanto utilizador responsável, não será pelo chip que melhora a motor performance do motor em 30%. No entanto existem alterações electronicas e mecânicas que melhoram em 50-60% a performance ai sim o risco é efectivo, o que não é efectivo. Mas também a minha experiência de utilizador chips e reprogramações de centralinas é em automoveis, cujo ambito de performance é diferente das AC. Em virtude disto e aquilo que pedi ao programador, mais coerência dá ás minhas afirmações.

A questão do impacto ambiental da utilização dos chips, é extremamente fácil raciocinar e chegar a uma inevitavel conclusão, com chip polui menos, porquê:

Por dois aspectos obvios:
1- Eu nunca desmotei o chip para levar os meus carros á inspecção, e até porque o bravo não existe chip, existe reprogramação de centralina, e os valores de emissão de particulas e de monoxido de carbono medidos no centro de inspecções, segundo o técnico da ultima vez que perguntei em relação à BMW estava abaixo dos valores indicados, eu só perguntei o que se passava por que vi o técnico de inspecção a repetir o teste, e perguntei "oh amigo há problema" e ele responde-me " de forma alguma, apenas os valores não batem certo com os indicados", "pensei que raio nunca tive problemas com o Bravo, porque é que eu não tirei o chip e calei-me e aguardei pelo impacto" o técnico termina o teste e diz-me " nunca vi um BMW 320 com emissões tão baixas", desmanchei-me a rir e não disse mais nada. Avaliem como quiserem...

2- Segundo aspecto, é uma evidência irrefutavel, se nas minhas mãos a BMW gasta menos 1,5litros, então é porque queima menos combustivel se queima menos combustivel também emitem menos gases referente ao gasoleo que economizo. É lógico não, o que é que acham?

Agora ainda existe a questão de marketing e politica da questão, que vou postar mais logo, se me permitem... Amigo será especialmente para si Mário.
cumps
Alexandre
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 520
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor alexandrechora » quinta Oct 28, 2010 10:16 pm

companheiros boas a todos;

Continuação do meu post anterior.

A questão de marketing e politica das diversas marcas de automoveis, realmente os tipos são inteligentes, mas a sua principal inteligencia vai na direcção de ganhar o máximo que puderem, o que discordo, porque acentua inevitavelmente as desigualdades sociais. Então como é que o fazem:

Vamos analisar sumariamente a estratégia de uma marca de automoveis, por exemplo a Fiat uma vez que a maioria das AC tem motor Fiat:

Em termos gerais quando a Fiat faz a pesquisa e desenvolvimento de um motor, está naturalmente a investir recursos humanos, financeiros, materiais e outros que não vou referênciar, ora tudo isto custa dinheiro claro, mas depois explora-se ao máximo todo o potêncial do motor desenvolvido por fases e durante uma decada ou mais, com o mesmo investimento inicial do desenvolvimento "faz-se render o peixe", como:

As datas não serão exactas, mas tanto embora, o que interessa é a logica e o raciocinio que tentarei desenvolver e transmitir.
Em 1996, apareceu um motor 1,9 turbo Diesel com 90cv, a equipar o Bravo, a concorrência aumentou, e o mesmo motor passou a ter 100cv TD, isto em 1998, atenção o mesmo motor, o mesmo investimento já estava previsto assim, pela Fiat. Em 1999 surgiu o 1.9 JTD com 105cv, só alteraram a forma da tampa das vavulas e a liga metálica da cabeça do motor, porque alguns tiveram problemas, mas o motor é o mesmo e o turbo também só o que alteraram em termos tecnologicos foi a admissão passaram de admissão simples turbo D. intercooler para turbo comonrail intercooler, aqui o investimento foi minimo. Porque a VW já tinha á 3 anos os TDI e caricato da situação foi a fiat que vendeu a base tecnologica á VW, posteriormente também a Fiat fez esta alteração, porque, quase que foi obrigada pelas novas normas ambientais, atenção que o motor continua a ser o mesmo desenvolvido à quatro anos atrás, com praticamente com o mesmo investimento.
Em 2001 aparece o modelo Stilo que vem substituir o Bravo, o motor é exactamente o mesmo o que é que mudou no motor nada, apenas abriram mais um pouco a torneira, na electronica passou a ter 115cv, em 2005 talvez 2006 não sei ao certo, aparece o Stilo com 140cv a que chamam multijet, também aqui e 10 anos depois do investimento inicial em 1996, passaram de 115cv para 140cv, o bloco é o mesmo apenas alteraram de o número de valvulas na cabeça do motor e claro a electronica, deram um reforço na embraiagem e nas bielas dizem eles pelo menos as referências são diferentes, a este motor chamaram o Multiject a nova geração de motores, e a saga continua.

Conclusão quando comprei o meu Bravo em 1999 e reprogramei a centralina para 150cv, é como tivesse um motor tecnologicamente em termos de performances 6 anos mais avançado para a época, o que dava e ainda dá um gozo termendo de conduzir.

Moral da historial, de forma geral ao introduzirmos um chip nas nossas AC e se seguirem as regras base de utilização que anteriormente postei, não estão a fazer mais do que as proprias marcas, neste caso a Fiat faz, ou seja, de vez enquando abre a torneira da electronica e dá mais uns cavalinos electronicos ao motor e também ficam mais economicos, claro para ficarem bem na fotografia, como alguém que se preocupa com os seus clientes...

Cada um pensa por si por vezes, nós só precisamos do primeiro empurrão, foi o que aconteceu comigo em relação a diversos assuntos, não apenas este companheiros.

E mais importante que tudo, somos nós que pagamos esta inercia, esta desvalorização, porque estão sempre a abrir a torneira um pouco de cada vez, uma nova versão, em vez de abrirem a torneira toda de uma só vez. É assim que se faz render o peixe....

Peço desculpa neste post pela pouca exactidão das datas e dos pormenores do motor, mas como disse o importante é perceberem aquilo que quero transmitir. ou seja os chips são desenvolvidos pelas mesmas pessoas que ajudaram a desenvolver o motor inicial e querem mais trabalho de pesquisa que está parada á anos a fio, é um jogo de interesses.

Cumps Alexandre
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 520
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor alexandrechora » sexta Oct 29, 2010 12:19 am

Caros companheiros

Resposta ao companheiro Aleluia, efectivamente concordo em parte consigo, ou seja, um motor com chip têm de ser utilizado com bom senso e racionalidade. Por isso é que postei as regras base de utilização de um motor com chip, uma delas é não andar a fundo, porque se não andar a fundo, não mais que uns minutos a temperatura do motor não aumenta e também não aumenta a pressão nos tubos de refrigeração. Cavalos suplementares são para ser utilizados apenas quando precisamos, numa subida numa ultrapassagem e não mais que isso, mas isto faz muita diferença na condução normal...

Resposta ao companheiro Jotex, para responder adequadamente a uma questão, tento sempre analisar o perfil de quem coloca a observação, afim de dotar-me de dados e instrumentos que possam produzir uma resposta dentro da expectativa e do conhecimento de quem pergunta ou observa, que é o seu caso.

Todos os motores de centralina (gestão electronica), não precisam de chip para serem reprogramados, para isso basta ter o hardware e o software compativel com o sistema, (vários sistemas, JTD, HDI, DCI, CDI etc, no fundo é praticamente a mesma coisa, apenas com algumas diferenças, especialmente no rigor de produção).

As mais valias de utilizar um chip em motores de centralina (gestão electronica) é evidente na minha opinião:

Vantagens do chip
1- Montagem simples e rápida (não precisa de ser um profissional)
2- Mais economico do que a reprogramação
3- Apenas altera a gestão da admissão, tornando mais eficaz em função da nossa expectativa de condução.
4- Não entra demasiado nos chamados limites da mecânica do motor, ainda fica uma grande margem de segurança.
5- Não é detectavel pelo fabricante pela questão da garantia, antes de ir á marca desliga-se duas fichas e o motor está de origem.
6- Em caso de avaria, desliga-se as duas fichas segue-se viagem
7- Em caso de reparação do chip, envia-se o chip para a Alemanha e não ficamos privados da AC.
Bom companheiro acho que já entendeu a mensagem.

Desvantagens do chip

1- Não tira todo o potêncial do motor, a reprogramação pode tirar.
2- Em reprises nota-se um compasso de espera na resposta (isto acontece porque o chip está a fazer calculos e a interpretar a nossa instrução de aceleração, está a tentar perceber que quantidade de combustivel deve injectar, para não perder a economia de vista), na reprogramação a resposta é directa.

Sinceramente para quem tem um carro reprogramado e outro com chip não consigo de momento deslumbrar mais nenhuma desvantagem do chip em relação á reprogramação.

Atenção que a reprogramação, viola a todos os dados originais da centralina, para quem faz a reprogramação deve guardar em ficheiro os dados originais, porque nunca se sabe quando vamos precisar desse ficheiro.

A reprogramação altera todos os valores originais, pressão do turbo, pressão do comonrail, abertura e fecho das vavulas, tempos de expansão de admissão enfim em todos os mecanismos programaveis, necessários para desenvolver potência e binário. Claro que existem programações mais suaves e outras que sugam todo o potêncial mecanico do motor, neste caso lá-se foram as margens de segurança, isto associado a uma condução á teenager, a fiabilidade do motor fica comprometida.

Mas quando encomendei o chip para a minha AC, apesar de possivel a reprogramação, nunca equacionei como sendo uma solução.
O que espero do chip, é economia e mais alguns cavalos sem comprometer a fiabilidade, que fique bem claro.


Espero ter ajudado e obrigado pela observação companheiro Jotex

Cumps para todos
Ajudar para ser ajudado, principio da simplicidade...
alexandrechora
 
Mensagens: 520
Registado: sexta Oct 08, 2010 12:40 am
Localização: Lourinhã

Mensagempor jgomes » sexta Oct 29, 2010 8:18 am

Bom Dia

Companheiro Alexandrechora, a minha Ac é Fiat Ducato Maxi 14, ano de 2001, motor 2.8 IDTD, 138 cvs ou 140 cvs(?), pneus 215/65/15 da Michellin.
Velocidadade média 80 ou 90 Kms/hora, consumo cerca de 8,5 - 9 ls aos 100Kms.
Será que compensa e é aplicável o tal dito chip?
Obrigado por qualquer esclarecimento ou resposta.

Bom fim de semana e boas viagens.

JGomes
jgomes
 
Mensagens: 262
Registado: terça mai 22, 2007 10:37 am
Localização: Jou - Murça

aumento de potencia

Mensagempor bedfordcf250 » sexta Oct 29, 2010 10:39 am

Boas,eu tenho um discovery td5 reprogramado a cerca de 4 anos e so tenho a dizer bem,o carro nem parece o mesmo quase nao sendo preciso andar sempre a recorrer a caixa e em termos de consumo piorar nao piorou e problemas para ja tambem nunca tive e ja fiz cerca de 100000km.abraço.
Avatar do Utilizador
bedfordcf250
 
Mensagens: 14
Registado: terça dez 29, 2009 5:39 pm
Localização: santa maria da feira

Próximo

Voltar para Mecânica, Manutenção e Bricolage

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes